Terça-feira,19 de Novembro de 2019  
Busca
Sindicato
Institucional
Nossa História
Contato
Vídeo Institucional
Representação
Autorais

Serviços
Acordos e Convenções
Legislação/Jurisprudências
Homologações
Depto. Jurídico
Artigos e Pareceres
Contribuição Sindical/GRCS
Segurança do Trabalho

O Movimentador
Benefícios do Sócio
Cadastre seu currículo
Pisos ou Salários Normativos
Fique Sócio/Vantagens

Links
MTE
Fetramesp
TST
STJ
Receita Federal
Previdência Social
Imprensa Nacional
CGTB


Diversos
RSS Imprimir esta notícia Enviar por e-mail esta notícia
 

SETOR DE SERVIÇOS RECUA 0,3% EM JANEIRO

O segmento de transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio caiu 0,6% e o setor de serviços de informação e comunicação, 0,2%

Diversos 18/03/2019 | Por Sintramcat Atualizado às 19/03/2019 10:56:22

O volume de serviços recuou 0,3% em janeiro frente a dezembro de 2018. Porém, na comparação com janeiro de 2018, o setor acumulou ganho de 2,1%, a maior evolução desde março de 2015, quando cresceu 2,3%. Os dados são da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada na sexta-feira (15) pelo IBGE.

“Em uma análise mais ampla, essa ligeira queda no resultado mensal não chegou a anular a média que se acumulou entre novembro de 2018 e janeiro deste ano” ressalta o gerente da pesquisa, Rodrigo Lobo.

Duas das cinco atividades monitoradas pela pesquisa recuaram frente a dezembro de 2018. O segmento de transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio caiu 0,6% e o setor de serviços de informação e comunicação, 0,2%. Juntos, os dois setores representam 63% dos serviços no país.

“Boa parte da queda no setor de transporte deve-se ao baixo desempenho das atividades de transporte rodoviário, dutoviário e de carga. Já os serviços de informação e comunicação sofreram impacto da menor receita na atividade de desenvolvimento e licenciamento de programas de computador, que é normal em início de trimestre” comenta o pesquisador.

Dos setores que cresceram, serviços profissionais, administrativos e complementares subiu 1,7%, após ter caído 1,6% em dezembro. Também foram registradas altas de 4,8% em outros serviços, que engloba atividades como compra, venda e aluguel de imóveis e manutenção de veículos automotores, e de 1,1% em serviços prestados às famílias.

Regionalmente, 14 das 27 unidades da federação tiveram queda frente a dezembro de 2018. São Paulo exerceu a principal influência negativa, com queda de 0,5%. Acre, com -9,6%, teve o pior desempenho e Mato Grosso, com 9,9%, o maior resultado.

A pesquisa também monitora os serviços das atividades turísticas. Em janeiro, o segmento cresceu tanto em relação a dezembro de 2018, 3,2%, quanto em comparação com janeiro de 2018, 3,8%, interrompendo quatro taxas negativas seguidas nessa comparação.

Quatro das cinco atividades cresceram em relação a janeiro do ano passado

Na comparação com janeiro de 2018, o crescimento de 2,1% nos serviços se refletiu em quatro atividades. Serviços de informação e comunicação, com 3,4%, foi o setor que mais cresceu nesse período.

Segundo Rodrigo, apesar da perda de ritmo nos serviços de informação e comunicação ao longo de 2018, o setor foi beneficiado pela atividade de telecomunicações. “O resultado pode ser explicado principalmente pela maior receita das empresas do segmento gerada por migração de planos de telefonia e agregação de serviços de dados”, explica.

Fonte: IBGE

Foto: Licia Rubinstein/Agência IBGE Notícias

 

Voltar
 
 
 
 
HOME | SOBRE O SITE | EXPEDIENTE | ANUNCIE AQUI | FALE CONOSCO
    Sede:
17
3522.0526
R. Santos, 245
Vl. Rodrigues - Cep: 
15801-350
         

Sub-Sede
17
3523.4175
R. Tabapuã, 215
Vl. Motta - Cep: 15804-070

Santa Adélia
17
3571.8308
R. Expedicionários - 630

Centro - Cep: 15804-070